Horário das refeições influencia saúde do coração, alerta pesquisa

horario-de-almoco

Falta de planejamento aumenta chances de doenças cardiovasculares, obesidade e diabetes

O planejamento do horário de lanches e refeições — sem esquecer o café da manhã — é um fator fundamental para manter uma dieta saudável, o que poderia reduzir o risco de ataque cardíaco, derrame e outras doenças cardiovasculares. A conclusão é de um estudo da Universidade Columbia (EUA), publicado esta semana na revista “Circulation”, da Associação Americana do Coração.

O tempo da refeição pode afetar a saúde devido ao seu impacto no relógio interno do corpo”, explica Marie-Pierre St-Onge, professora de Medicina Nutricional de Columbia. “Vimos em estudos com animais que, quando eles recebem comida em uma fase inicial, como na hora em que estão dormindo, seus relógios internos são redefinidos de uma forma que pode alterar o metabolismo de nutrientes, resultando em maior ganho de peso, resistência à insulina e inflamação. No entanto, ainda precisamos realizar testes em humanos para saber se nossas conclusões são válidas”.

Marie-Pierre enfatiza que ainda é importante manter uma dieta saudável, priorizando frutas, legumes, grãos integrais, produtos lácteos com baixo teor de gordura, aves e peixe. O consumo de carne vermelha, sal e alimentos ricos em açúcares adicionados, por sua vez, deve ser limitado. No entanto, o estabelecimento de um horário para refeição também é um fator importante para prevenir as doenças cardiovasculares.

Estudos afirmam que as pessoas que comem diariamente o café da manhã são menos propensas a ter pressão arterial alta, enquanto quem ignora a refeição — cerca de 20% a 30% dos americanos — são mais propensos à obesidade e ao diagnóstico de diabetes.

“Sugerimos comer conscientemente, prestando atenção ao planejamento do que você come e quando você come refeições e lanches. Dessa forma, combatemos a alimentação emocional”, recomenda a pesquisadora. “Muitas pessoas acham que as emoções podem nos fazer comer quando não estamos com fome, o que nos faz procurar comidas muito calóricas e de baixo valor nutricional”.

Embora a pesquisa ligue os hábitos alimentares à saúde cardiovascular, ainda são necessários estudos que acompanhem os pacientes durante um longo período de tempo. Os cientistas também recomendam pesquisas clínicas que revelem como ocorre o planejamento das refeições.

Dado o estilo de vida cada vez mais ocupado das pessoas, é vital arrumar um tempo para comer sem distrações.

“Todas as atividades devem ter seu lugar em uma agenda ocupada, incluindo a alimentação saudável e a realização de atividades físicas”, assinala Marie-Pierre. — Essas atividades devem ser planejadas com antecedência e um tempo adequado deve ser dedicado a elas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s